O Mapa da Aprendizagem

O MAPA DA APRENDIZAGEM
(João Leite)

mapa aprendizagem"Se é este o mapa…, se são estas as etapas…, já só falta a mina! E a mina é cada um que vive, criança ou adulto, porque a APRENDIZAGEM é apenas um outro nome para VIVER, justamente pela simples razão de que não é possível viver sem aprender.
Quando inclinamos as análises para as “ aprendizagens estruturadas “, o que quer que isso seja, cometemos alguns erros de cálculo perigosos. E o primeiro é colocar no mesmo saco e tratar como se fosse uma só coisa a APRENDIZAGEM, a EDUCAÇÃO e a ESCOLA. Um desastre! As pessoas adoram aprender e não fazem outra coisa, embora nem sempre gostem do que a educação lhes coloca à frente e, muitas dessas pessoas, não se dão bem na escola. Porque será?

Da mesma maneira que, no ciclismo, é abuso designar a prova rainha como VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA…, quando muito seria Volta a Portugal Continental, o Portugal dos Açores e da Madeira não entra…, inexplicavelmente…, também é abuso e falta de rigor designar como necessidades educativas especiais ou outras designações bem mais bicudas, como défices de aprendizagem, sempre que alguém não encaixa no papel que a escola e um qualquer sistema educativo que a sustenta, reserva para as pessoas que consegue manter debaixo das suas garras. Basta ver o quanto essas pessoas aprendem na vida…, sem precisarem de “ explicadores “, classe bizarra que nunca o virá a ser… por já ser, quando não é como se apresenta!

O que é preocupante é a posição de arrogância, mesmo que não intencional mas, forçosamente, acrítica, de que em “ coisas sérias “, como o currículo escolar, a escola, se está acima de tal mapa, se dispensam tais etapas. E o que é indecoroso é não restarem dúvidas de que, sempre que os resultados não são aqueles que são previamente definidos…, independentemente do processo de avaliação que os vai determinar, da métrica que os vai iluminar ou apagar e da diversidade dos aprendentes a quem se vai aplicar…, a falha está, sempre, no aluno! Porque será?"